Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TALVEZ EU DESISTA DE VOCE!


Talvez eu não consiga me desfazer deste sonho que se instalou em meu coração e prefira mentir ao mundo que ele não cantarola aos meus ouvidos o seu nome!

Talvez eu saia por entre os passos que me conduzem ao seu lugar para tentar outra vez um único sinal de vida!

Talvez eu me desfaça destas lamúrias que incidem nos meus olhos toda vez que falo sobre nossas vidas!

Talvez eu me renda aos apelos deste anúncio e, definitivamente, desista de insistir tanto em querer o anonimato de uma desilusão e conte ao mundo o motivo da sua existência!

Talvez eu nem fale no seu tom e grite com o suspiro desta morte causada pela falta de espaço em seu mundo!

©Balsa Melo
16.11.05
Cabedelo -PB

 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 26/09/2007
Reeditado em 26/09/2007
Código do texto: T669814
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 01:13)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)