Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PEÇO DESCULPAS POR ME AUSENTAR DE SUA VIDA!



Não sei como avisar sobre esta hora que tange o momento derradeiro de uma súplica desumana de um coração que grita o silêncio!

Não deduzi espaço para assinalar o sinal que sempre se repete quando tenho que dizer sobre vidas e, nesta hora, findo escrevendo com letras maiúsculas o nome de um grande amor!

Traídos o coração, eu e os meus olhos, faço uso das palavras pedindo desculpas para me ausentar deste lugar que assinei meu último verso declaratório tentando lhe dizer que permaneço vivo embora distante dessa sua soberba solidão!

©Balsa Melo
29.11.05
Cabedelo-PB

 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 26/09/2007
Código do texto: T669862
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87760 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 21:49)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)