Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No espelho a copia incrustada De um reflexo,meu reflexo. 
Fito com a raiva de um iconoclasta Esta imagem embaçada pueril. 
Nada para falar.Somente um suor Pirético que divaga no estado febril.
 Pensamentos que voam,que cobram Os resultados,os balanços da vida. 
Na guerra do meu eu. 
Minha temperança velada
 nasce Do abstrato telúrico irreal.
 No final,uma janela para contemplar 
O infinito estrelar que a madrugada Apaga
,para deixar passar os raios Do meu sol
 do hoje,do amanhã 
Dos meus amores
demetrioluzartes
Enviado por demetrioluzartes em 26/09/2007
Reeditado em 26/09/2007
Código do texto: T670132

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (demetrio luzart). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
demetrioluzartes
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
980 textos (36577 leituras)
12 áudios (774 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 03:27)
demetrioluzartes