Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Você de novo!

      Você de novo a invadir
      Meus pensamentos.
      Você de novo a tumultuar
      Os meus sonhos.
      Você de novo que tantas vezes expulsei
      Das minhas madrugadas solitárias.
      Você de novo que imunizei
      Na febre ardente da minha paixão.
      Você de novo nas pétalas
      Sensíveis das flores.
      Participando ativamente
      Das minhas angustias
      E dos meus tormentos.
      Você de novo no desespero
      Da minha alma.
      Você de novo deslizando
      Como gotas cristalinas
      Nas folhagens dos jardins.
      Que caem fundindo-se a terra
      Ressequida, mirrada.
      Você de novo participando
      Indelével da minha vida.
      Confusa, desvirtuada, destorcida.
      Você de novo nos meus passos,
      Nos filhetes da chuva que correm
      Pelas vidraças das minhas janelas.
      Você de novo nos fins das minhas tardes,
      Nas sinfonias vadias, loucas dos pardais.
      Você de novo nas minhas estranhas,
      Nas minhas lagrimas sem fim,
      Nos labirintos do meu coração.
      Em fim...
      Você de novo em meus risos,
      Você de novo em meus versos,
      Você de novo em meus poemas.

                          Nilópolis, 07/01/97.
 
 
José Lopes Cabral
Enviado por José Lopes Cabral em 27/09/2007
Reeditado em 28/09/2007
Código do texto: T670926
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Lopes Cabral
Nilópolis - Rio de Janeiro - Brasil
808 textos (17875 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 19:07)
José Lopes Cabral