Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DISPERSOS



                                      DISPERSOS


                                      TALVEZ

                   Nos teus olhos, os meus olhos vejo.
                   Nos meus olhos, tu te vês.
                   Meu coração sente desejo,
                   O teu também, talvez…



                                     FADO AMOR

                   Olhei para trás e nada vi.
                   Olhei adiante e tudo pareceu igual.
                   Perguntei ao amor, onde estás? Respondeu: fugi.
                   Para onde foste? Respondeu: nem eu sei, afinal...



                                  FADO DESTINO

                   Já amei e não fui amado,
                   Já fui amado e não amei,
                   Este triste e inevitável fado,
                   Também o vivi e constatei.

                   Causa dor e sofrimento,
                   Não se ter o que se quer,
                   De todos o maior lamento,
                   O amor que se nos nega e fere.




                             BEIJO IMATERIAL

                   O meu melhor beijo,
                   Foi o que nunca te dei,
                   Recordo-o sem vergonha ou pejo,
                   Porque em sonho, o imaginei.


                           AMOR PRIMEIRO

                   Meu doce e precoce amor,
                   De ti ainda guardo saudades,
                   Será do que em mim guardo? Será da dor?
                   Ou tão só das nossas tenras idades.


                                      OLHOS

                   De olhos lindos, sei eu duns,
                   Que me fazem muito sonhar,
                   Como eles, não vi nenhuns,
                   Que me façam tanto desejar.
Povo Lusitano
Enviado por Povo Lusitano em 27/09/2007
Código do texto: T671122

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Povo Lusitano
Portugal, 62 anos
311 textos (24330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:14)
Povo Lusitano