Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACENOS DE ESPERANÇA!


Quanto tempo perdido numa espera interminável!

Quantas horas varridas do relógio do tempo para nenhum resultado alcançar!

Tantos olhares encontrados surpreendidos com o derradeiro beijo dos corpos!

Tantas carícias resultantes de uma despedida!...

Um relógio sem fim e sem o fio do tempo para inaugurar outra vida de acenos de esperança!

©Balsa Melo
05.12.05
Cabedelo - PB
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 27/09/2007
Código do texto: T671350
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87767 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 19:37)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)