Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O crepúsculo de um beijo



Espectro solar criador de crepúsculos
Na sombra que deita moldando-se a tudo
E some, se deito, no corpo do mundo

E penso se posso dizer que te amo
No ócio insano a que o Sol me convida
Na vida partida que vivo sem dano

Se o resto do tempo, na hora perdida
Perdido na estrada de um amor desregrado
No delírio de um vento que vive parado
Pairando no vácuo da tua partida

Não sei se estou certo de querer beijar-te
Pensando na dor da tua rejeição
Parece-me claro o que vem adiante
Faísca de amor em meio à escuridão

E a dor de que fujo, a conheço de longe
Do súbito amor que plantou-se à raiz
Que me trouxe o sorriso mais lindo que existe
E ensinou a minha alma o que é ser infeliz

É por isso que temo a tua boca perfeita
Pedindo-me um beijo qual fosse sedenta
Teu longo cabelo que envolve qual onda
Minha alma ceifada de amor não agüenta

D.S.


Djalma Silveira
Enviado por Djalma Silveira em 28/09/2007
Código do texto: T672270

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Silveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 49 anos
267 textos (10563 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 07:58)