Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOCE DESASSOSSEGO

 

                              DOCE DESASSOSSEGO


            Entre sussurros e abraços,
            Entre beijos e carinho,
            Sente-se os seios e braços
            No respirar um burburinho.

            Movimentos, palavras, imaginários,
            São presença sempre permanente,
            Alimentam a libido os seus cenários,
            Hoje, como ontem ou antigamente.

            O perfume dos cabelos são primeira magia,
            Logo a seguir: boca, lábios e o olhar.
            A língua activa, com sua boa energia,
            E ainda os seios que se tocam e fazem esquentar.

            O púbis, qual jardim como belo adorno,
            Envolve o sexo no melhor aconchego,
            “Beija-o”, dá-lhe adequado contorno,
            E aos amantes doce desassossego…
Povo Lusitano
Enviado por Povo Lusitano em 29/09/2007
Código do texto: T673245

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Povo Lusitano
Portugal, 62 anos
311 textos (24330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 06:58)
Povo Lusitano