Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É SELVAGEM CRER no AMOR

Sair na noite era espalhar a Via-Láctea
pela estrada afora acelerando o motor

as botas que mergulham os meus passos
no oceano louco das bebedeiras e do sexo festivo
esparramam os sonhos nos becos
entre garrafas e pneus

estou sangrando, aonde encontrar nos céus
o céu dos sonhos meus?

O anjo dos rachas atravessa a miséria das ruas
como se as crianças mortas provassem
a inutilidade dos cemitérios e das estatísticas,
como pode a fantasia subjugar a tragédia?

Colocar a lua no céu espetando uivos
enche o saco, não espere milagres
os encantos na claridade são quadrinhos,
prefiro sorver na fumaça o morango dos mistérios.

Venha, despí o santo na túnica vazia,
quero a ferocidade do sexo espalhado
pelas flores ávidas, cheiro no caos
o chamado da feiticeira

e desligo o céu para que o rinoceronte
agite chamas e bandeiras
abrindo o cortejo das motos alucinadas,
aonde é selvagem crer no amor.


Eriko y Alvym
Enviado por Eriko y Alvym em 29/09/2007
Reeditado em 07/01/2009
Código do texto: T673574

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ERIKO ALVYM e www.erikoalvym.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eriko y Alvym
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1307 textos (32696 leituras)
8 áudios (1072 audições)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 02:57)
Eriko y Alvym