Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABORTO

por Regilene Rodrigues Neves


Mãe
Sou o embrião
Que mora no seu ventre
Sente os seus anseios
Chora na sua lágrima
Vibra com o seu sorriso
Sou pequenino, mas existo.
Faço parte do seu mundo.


Não me abandone como pretende
Não deixem que eles me matem
Prometo nunca lhe abandonar
Quero lhe salvar
Destes que lhe usam e lhe ferem
E que deixam em você somente mágoas.


Sei que será difícil para nós
Mas lutaremos juntos.
Olha, sou homem tenho a chance...
De um dia lhe fazer feliz.


Lamento, pois não terei um pai.
Mas terei você
Vou lhe amar como jamais fora amada
Porque meu amor será puro
Sem as marcas que puseram em você
O amor que vou lhe dar
É de um ser que existe dentro de você
Cresce no seu ventre
E um dia lhe chamará de Mãe!


Não me aborte como uma coisa
Que não quer e jogará fora
Não faça de mim um nada
Não deixe que eles me tirem de você
Não me mate, porque já tenho vida...
Sou uma vida dentro de sua vida.

AC. 10.03.1984

regipoeta
Enviado por regipoeta em 04/11/2005
Código do texto: T67403

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
regipoeta
Goiânia - Goiás - Brasil, 54 anos
1312 textos (134437 leituras)
22 e-livros (7176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:48)
regipoeta