Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJO AMOR AOS HOMENS DE BOA FÉ

By Regilene Rodrigues Neves

Hoje tece a manhã a borboleta
Que sobrevoa o jardim da tua alma
Vem colorir de alegria te ofertando um mágico dia
Para que faça dele único
Explore-o...entregue-se a ele...sugue-o
Porque fora nos dado com amor de Deus!
A própria vida é um gesto de amor
Para que solte as amarras do teu coração
Expurgue as mágoas, a inveja e o ódio, com verdadeira amizade...
Esqueça as rusgas que enruga tua face, empobrece tua alma!
Suplante teu infinito de bondade
Colha o melhor de ti para que o pior nunca venha existir
Ame incondicionalmente simplesmente por amar
Sem espera de reconhecimento
Se o homem não enxerga teus atos de humanidade e afetos
Não sofra porque o maior de todos os homens foi crucificado
Mesmo assim pediu que o Pai perdoasse!
Contemple com teus olhos cheios de vida
As criações que diante de ti são esquecidas
Enquanto seu tempo é gasto em mesquinharias e materialidades
Do teu espírito de imperfeições...Troque seu olhar de maldade
Por um gesto de paz, rebusque na tua alma o dedo apontado,
Porque ele pode está voltado contra ti
No desengano pode estar matando a si próprio.
Alimente-se de essências puras, serenas, tranqüilas...
Faça uso da harmonia na troca de um sorriso de felicidade,
Felicidade pelo teu, pelo meu, pelo nosso existir!
Um ato de verdade conspira a teu favor
Um ato de maldade ganha tristeza no coração de Deus!
Que nos fez para amar e sermos amados em comunhão e harmonia
A justiça pertence ao dia da exterminação da morte e o do pecado
Não será feita pelas mãos do homem, mas por Deus.
Um gesto de humildade ganha significado de esperança
Se pagas o mau com mau em que jardim irá colher flores para o bem
Amanheça cheio de amor pra dar
Abrace teu pai, tua mãe, teu filho, teu vizinho, teu amigo,
Beije a vida cheia de emoção, de prazer, de alegria e de viver...
Verá nascer à felicidade dentro ti,
Quando matar as ervas daninhas do teu coração que a impedem de enxergá-la...
A paz não está no mundo, mas dentro do homem que faz a guerra.
regipoeta
Enviado por regipoeta em 04/11/2005
Código do texto: T67433

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
regipoeta
Goiânia - Goiás - Brasil, 54 anos
1312 textos (134437 leituras)
22 e-livros (7176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:53)
regipoeta