Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O MAIOR PERIGO É SER A PRÓPRIA MUNIÇÃO! (coletânea)




São tão meus os meus artifícios que embora não saibam de mim...existo neles!


São tão vazios os porquês que apesar de me indagarem prefiro não responder!


São tão misteriosos os conflitos que mesmo desencantados com a não preferência sonham lutar e


lutam fazendo dos guerreiros complementos do espaço que detonam!


Resisto embora me desencontre à frente da artilharia quando o maior perigo é ser a própria munição!


©Balsa Melo


16.07.85


Uberaba-MG




BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 30/09/2007
Código do texto: T674461
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87728 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 08:02)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)