Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tipos & Tripas!

De um beco que se espraia,
Da Lua que mal viceja,
Ventos nababos em Vigo,
Areia com nenhuma obrigação,
Paródia para dias perdidos,
Enfiou a mão & sacou algum gozo,
Bateu com a cabeça logo ali,
Além do teto, o telhado que expia,
Tal gata que o rabo pesa,
Presa na inconstância do vento,
Mira a brisa que pára de soprar,
Um corte com lágrima corroída,
Para lamentar amanhã, talvez...
O que ontem era tão melhor,
Virou os olhos para o vidro,
Estilhaços sobrando no cesto,
Chame o remédio que chamar,
Cada prego que se tira do corpo,
Mais um prego, impressão que vai,
Nada mais vem sem sentidos,
Sofre pagão por onda pisa,
Depois chora a sorte arrependida,
De um beco para outro, água...
Algum lugar para ainda lembrar!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 02/10/2007
Reeditado em 04/10/2007
Código do texto: T676828
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120466 leituras)
1 e-livros (243 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 08:26)
Peixão