Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MESMOS GRITOS

mesmos gritos


tonta diva
profana
mística
grito preso ainda
da janela, o vácuo
das letras,
tentáculos

não importa para quem
já que não há nada
para si
além

gota tímida
escorre entre os dias
esquiva de sonhos

tudo se repete
as dores
as cores
os féretros

escrever por gritar

solo
       asas
mar

a
palavra
naufraga
na consciência
            intacta
estilhaça aos pés
do egoísmo
do silente afeto
daquele medo
concreto

meu castigo?

poesia


Lílian Maial
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 05/11/2005
Código do texto: T67731

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1158 textos (248733 leituras)
21 áudios (13707 audições)
3 e-livros (1280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:09)
Lílian Maial

Site do Escritor