Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESVARIO

Quem é você que tem o poder de me ferir?
Quem é você que gosta de me humilhar?
Que direito lhe dou para assim agir?
Não me pertence mais.
Não te pertenço mais.
Não a quero a me rodear.
A me usurpar:
os sentimentos,
o ninho,
a luz,
o sol,
a noite,
a escuridão.
Quero arrancá-la de dentro de  mim.
Das minhas veias.
Do meu sangue.
Do meu peito.
Dos meus olhos.
Impossível?
Trocarei de nome.
Sangrarei meu peito.
Arrancarei meus olhos.
Tornar-me-ei invisível.
Inútil.
Você está arraigada no meu passado.
Nos meus sonhos de menino.
De adulto.
Nas minhas lutas.
Fracassos.
Conquistas.
Esperanças.
Sofrimentos.
Decepções.
Não tem jeito: sem solução.
Desvario esse meu:
conseguir esquecer você.
Edilmar Amaral
Enviado por Edilmar Amaral em 02/10/2007
Código do texto: T677315

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edilmar Amaral
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
326 textos (4355 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:38)
Edilmar Amaral