Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema de quase-noite

Poema de quase-noite

Fatima Dannemann

Já que anoitece
o melhor é esperar
a novela
pois nem sempre dá
para ver o por do sol.
Já que anoitece,
é hora de tomar uma
cerveja perto do mar.
Sentir uma brisa,
qualquer brisa
e imaginar uma gaivota
lá longe procurando
um lugar para domir.
Já que anoitece,
é hora de pensar um pouco
e ver quantos poemas
foram escritos sobre
a noite
sobre o por do sol
e a quase noite...
E o melhor é sentar
num bar,
tomar o por do sol,
e esperar a hora da novela



Maria de Fatima Dannemann
Enviado por Maria de Fatima Dannemann em 06/11/2005
Código do texto: T67858
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria de Fatima Dannemann
Salvador - Bahia - Brasil
66 textos (9050 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:44)
Maria de Fatima Dannemann