Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
AMOR CHOVENDO ÁCIDO NOS MEUS OLHOS!
********************************************

Ácido que corrói!


Vento que arde os olhos!


Amor que machuca desalojando o sonho!


Espera brutal!


Tempo que mumifica!


Hora que não chega,


mas também não passa!


Antítese que fala sem remorso!


Anúncio de partida!


Gente que não surge e


não saí!


Amor!...


Amor?


De não saber cansei meu peito!


De conhecer chorei meu riso,


cantei meu pranto!


De repente!...


Repentinamente!


Chuva de ácido no meu corpo


gotejando nos meus olhos!


©Balsa Melo


28.01.06


Cabedelo - PB


BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 03/10/2007
Código do texto: T679222
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 08:29)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)