Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CUNHAPORÃ - UMA HISTÓRIA DE AMOR - PARTE 09 EPÍLOGO

CUNHAPORÃ - UMA HISTÓRIA DE AMOR - PARTE 09 - EPÍLOGO

Para quem está chegando agora.

CUNHAPORÃ – UMA HISTÓRIA DE AMOR é um poema-romance épico, composto de 271 estrofes e 1495 versos, dedicado a Gonçalves dias. Por sua extensão, ele será publicado em 9 capítulos semanais.

Para que o entendimento do enredo não se perca, procure ler a partir da PARTE 01.

Se Mestre Gonçalves Dias, de onde estiver, puder considerar este trabalho como retribuição a tudo de belo que nos ofertou, fico feliz, porque o simples fato de falar seu idioma e poder ler sua magnífica obra nos originais, já me torna um felizardo.

J.B.Xavier
__________________________

CUNHAPORÃ - Parte IX - EPÍLOGO

A CASCATA E O CARVALHO

Sob as águas da cascata Cor de prata
Entre risos de alegria,
Banham-se ledos
Um guerreiro e sua amante.
Sem medos,
Apenas
O riso contagiante.
"Que é essa história
De um certo charrua
Coberto de glória
Que com as mãos nuas
Venceu um valente
E grande chefe tupi?
Meu pai disse a mim
Que seu pai lhe contou
Por já ter ouvido
do seu avô..."

"Ah!...
A lenda de Cunhaporã ...

Vês essa linda cascata
Sob o carvalho
Todo em flor?
É Cunhaporã , dizem,
Cujas lágrimas
Correm aos pés
De seu amor...

Sentes o Vento
Rondando pelas matas
Acariciando as cascatas,
Num frêmito eterno
De loucura?

É Ygarussú , dizem,
Que alucinado
pela doce amada
Procura...

Vês o carvalho frondoso
Na fímbria da cascata
Firmemente postado?
E as flores,
E os galhos arqueados
Por sobre a água?

É Nhuamã , dizem,
O amante caloroso
Que no abraço apaixonado
Entrega-se aos amores
Desse lago ensolarado..."

E num beijo apaixonado
Os dois amantes
Se abraçaram...
E por instantes
Da cascata veio um brilho
Fulgurante...

No carvalho, flores lindas,
Cintilantes
Se desfaziam.
E caíam
E caíam
Perfumadas,
Inebriantes,
Coloridas,
Delicadas
Sobre as águas.

E em rodopios de alegria
Elas dançavam.
E as pétalas que assim
Se desprendiam
Em pouco todo o lago
Coloriam...
As águas e as flores
Se abraçavam...

À  luz clara do dia
Yara sorria.
E  à luz quente do sol
E nos beijos dos amantes,
Outro sonho de amor
Renascia...

FIM

Agradeço àqueles que acompanharam a publicação deste poema, esperando que tenham usufruído de bons momentos com sua leitura.
(J.B.Xavier)
JB Xavier
Enviado por JB Xavier em 06/11/2005
Reeditado em 09/08/2006
Código do texto: T67989
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
JB Xavier
São Paulo - São Paulo - Brasil
1049 textos (179071 leituras)
50 áudios (18291 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:56)
JB Xavier

Site do Escritor