Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gato/onça/gato!



Falsamente mansa
e a onça me traiu
e entre flores sorriu
para se fazer bela.

Mas onça não pode ser gato
e, se há máscaras,
para que mostrar teu retrato
em jardins que nem povoas mais?

A estrada é apenas tua
e não mais vivo eu nela,
olho-te agora doutra janela
sem onças eu ter ao quintal.

E um passarinho sempre serei
e livre voarei
para avistar as onças do alto
entregando de volta o teu abraço
que um dia tanto abracei...
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 04/10/2007
Código do texto: T679970
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulino Vergetti Neto
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 59 anos
2381 textos (136542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 19:49)
Paulino Vergetti Neto

Site do Escritor