Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
VOU CHAMANDO VOCÊ!
***************************************

Vou vozeando o meu canto tentando iludir o coração e trinando minha dor!

Rasgo os ares com os olhos e não consigo remendá-lo!

Abraço o braço do rio com o grito que ecoa!

Suspiro esfolegando um ai!

Dói saber sem saber o que vai ser daqui para frente!

Abandono e fico neste martírio que termina sendo o meu próprio esquecimento!

Faço um verso sem verbo na defecção do seu nome!

Sublevado coração confinado no peito sem querer ouvir outro nome!...

Risquei o timbre da noite!

Acendi as estrelas no azul do céu!

Corri para apanhar a cadente constelação e nenhum pássaro me fez companhia!

Cansei as asas dos meus sonhos tentando bulir sorrateiramente o seu rosto com o beijo da noite!

Beijei a sua suave lembrança enquanto fechava meus olhos para adormecer querendo encurtar o tempo para lhe ver!

Vozeio o seu nome... para não morrer o sonho!


©Balsa Melo

03.02.06

Cabedelo - PB

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 04/10/2007
Código do texto: T680646
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87768 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 10:38)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)