Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

  O HOMEM ABSURDO

Fera ancestral,
chacal voraz
fera feroz rebotalho animal 
que no-lo fixa os olhos no destino que te açoita,
nem no-lo se quer escapa da noite escura que te atormenta.

És tu então
que d'além do tempo pretérito,
deplora-te no tempo presente,
arrasta-te ao tempo futuro, rumo ao vazio do nada?

E daí, se compraz, e a si próprio admira-se!

Se és tu então, ó títere?
Prepara-me um daiquiri com bastante rum, gelo, limão e açucar, ou um absinto!

Haverá maior loucura, senão aquela que é a de não se ser louco?

Possuídos pela alegria do nada,
eu e o homem?

Rimos até gargalhar!!!!!!


MANOELSERRAO - SLZ/MA - TRINIDAD - 31.12.1999.





serraomanoel
Enviado por serraomanoel em 04/10/2007
Reeditado em 20/02/2008
Código do texto: T680953

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
serraomanoel
São Luís - Maranhão - Brasil, 57 anos
1502 textos (160941 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 07:14)
serraomanoel