Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Infindo.

Um segredo em si, espera um ouvido ouvir
Uma boca pra falar-te o que se quer escutar
Mundo repugnante dá dores de estomago.

Uma volta no ar, um abismo a gritar
Eu te amo sem medo de odiar.
Me queima em seu corpo
Pecando nosso acerto sem erro.

Depois que você se for
Quem é que vai permitir?
Sobretudo, o que morreu...
Nunca, nosso amor.

As luzes soam silêncio
Palavras são como água
Definitivamente,
Eu sou o homem que vai sorrir.

Quando disser adeus...
Tudo que viveu e morreu
Não terá mais fim...
Diogo Castro
Enviado por Diogo Castro em 05/10/2007
Código do texto: T681146

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diogo Castro
Jacareí - São Paulo - Brasil, 28 anos
68 textos (2784 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 16:05)
Diogo Castro