Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TEU BRAÇO

Eu invejo o teu braço
Que abraça o mundo
E afaga o baço
E lança a lança e lança o traço
Na tela em que pintas o teu amor...

Invejo a extensão do arco pleno
Que cravas no ar sem mais nem menos
Quando apontas com esses dedos
Que ao teu braço não causam medo
E quando apanhas no chão a folha
Ou uma subserviente rolha
Do vinho tomado
Por ti e teu amado...

Amo teu braço quando apontas o horizonte
E diz que lá não é muito longe
É bem mais perto do que aqui
Onde dá água a um colibri...

Vejo teu braço como extensão
Daquele que fez este mundo
Como mapa de indicação
Daquele que pensou profundo
E criou a metáfora do galho longo
Onde pousam águias e pequenos pombos
Braço que engendra a carta de liberdade
Que expulsa demônios com insaciedade
Braço que enerva àqueles que querem a poesia
Trancafiada em falsos livros como mercadorias
A serem vendidas àqueles que seus braços estendem
Pedindo por braços que lhe deêm pão e que não se vendem.

Teu braço, livre arco que o espaço atravessa;
E com desenvoltura lanças a flecha.
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 05/10/2007
Código do texto: T681440

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
7439 textos (107592 leituras)
8 áudios (71 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 09:30)