Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
PINTANDO A TELA SEM FIM!...DESAMOR!
_________________________________________

Entristecidas letras vão formando frases, histórias, reclamações, cores e narrando uma solidão!


Tortas na sutileza do pranto esfriam a face com o tisco do gotejar!


Aceleram o processo da criação!


Contam e tentam se omitir!


Até cantam no sublime colar entre si formando uma vida uma palavra!


Vão entrecorrendo o choro e o grito!


Saem do imo para desnudar minh'alma!


E envergonhado pela surpresa findo a hora na enlouquecedora pintura desta tela sem fim!


©Balsa Melo

13.02.06

Cabedelo - PB

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 05/10/2007
Código do texto: T682475
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 07:04)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)