Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

por que não dize

por que não dize a que vieste, nesta hora, poesia inconclusa?
não és estro, não és musa - és apenas esta dor, esta dor difusa

misto de calmaria / pranto, doce comunhão / alegria, quero somente

teu mar - verbo de fogo - onde se acende a fraternidade.

por que te apresentas assim, fiel amiga, esperando
de mim a palavra impura?

e já que não és nada, nem um abraço amigo, quero proclamar,
ante o teu festim, vai, sai dos ossos, salta fora de mim!

Elias Paz e Silva
Enviado por Elias Paz e Silva em 06/10/2007
Código do texto: T682548
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elias Paz e Silva
Teresina - Piauí - Brasil, 53 anos
491 textos (6901 leituras)
7 áudios (283 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 19:53)
Elias Paz e Silva