Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chuva




Chuva

Aqui pros lados de Porto Alegre continua chovendo.
Já fazem parte da paisagem avisos do tipo:
Proibido Pescar
Lago Particular
Proibido uso de Jet-ski
e outros mais.
Nas lojas estão acabando os estoques
de Roupa de Mergulho, Capas, Galochas
e inclusive as antigas Pernas de Pau que estavam mofando no fundo das lojas.
Até andam cogitando que uma grande empreiteira anda com projetos de construção de um Condomínio Horizontal de Palafitas.
Coisa inédita pros lado de cá.
Buenas a água ainda não me pegou, construí o rancho bem no pico do morro, fogo aceso
a china do lodo os piazitos correndo pela casa, uma maravilha. Mas nem tudo é refresco,
o difícil é chegar até o rancho. De tanta chuva a picada ta um lamaçal de dá dó, e o xiru  escorrega aqui, escorrega ali, tropeça e depois de dois ou três tombo chega meio estropiado,
mais nada que a água da cacimba pra tirar o barro e uns goles de pura aprume o guapo.
Buenas vou pedir licença ao Patrão Velho e
ter um dedo de prosa com São Pedro.
Vivente,  Santo Protetor desses pagos,
já que tu tens as chaves de todas as porteira,
seria possível fechar uma ou duas torneiras ai da Estância Maior, sabe o que ocorre, é que tem
uma indiada solta nos campos e os tiatinos
andam ruim das pernas. Frio, fome além de estarem molhados inté os gargumilhos.
Se não for pedir muito, da só uma olhada
pra esse povo e leva ao conhecimento do Chefe.
Esse xiru te agradece em nome do
Povo do Riogrande.

Paulo Mello
23.09.07
08:53
Paulo Mello
Enviado por Paulo Mello em 06/10/2007
Código do texto: T682767
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Mello
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 63 anos
446 textos (11382 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 11:26)
Paulo Mello