Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ternura dessa manhã.

Somente por hoje não pensarei com tristeza nas coisas que perdi.
Hoje pensarei somente nas coisas que aprendi.
No simples dom de amar.

Falarei do quanto é belo acordar e sentir seu perfume no travesseiro
e no modo como o coração acelera ao reconhecer o barulho do motor ou tua sombra na janela.

hoje direi da ternura que há enquanto se enfeita a casa, se cuida dos filhos com as lembranças de uma noite com o desejo à flor da pele.

Direi da docura que há  na despedida breve e dolorida, mesmo sabendo que em questão de horas voltarás!

Direi da grandeza da troca de olhar, no silêncio em que se observa cada movimento, cada simples gesto.
Direi apenas que meu amor foi assim!

Pensarei apenas nas vezes que adormecí em teus braços e as vezes que ouvimos nossas canções: abraçados!
Lembrarei apenas da essência do amor que em mim se fez eterna.

Direi apenas da beleza que é desenhar o corpo do meu amado
com os dedos sobre a mesa.
Como se fosse uma tela!
Cada traço, cada pinta!
Mesmo não havendo tinha há tanta cor.

Direi apenas que ainda,
que ainda que eu não queria!
Sinto amor!
Cristhina Rangel
Enviado por Cristhina Rangel em 06/10/2007
Código do texto: T683447
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristhina Rangel
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
1085 textos (27846 leituras)
19 áudios (660 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:53)
Cristhina Rangel