Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A fome de plantão!

Euna Britto de Oliveira
www.euna.com.br




Durante o dia, as cigarras cantam
E nos vencem pelo cansaço.
Mesmo quem não quer seu canto,
Tem de ouvi-lo!
À noite, as cigarras não cantam.
Ficam silenciosas,
Quietinhas em seu canto.

A noite longa, pernilonga, alonga-se...
Quanto sangue para nutrir mosquitos,
Até ver a treva sumir!...

Há coisas que demoram mesmo!
Os séculos, por exemplo.
Há coisas que passam rápido!
O segundos...
A saciedade,
Quando muito,
Dura apenas um dia.
Logo volta a fome!
Cada dia
Cada um
Com cada pão...
A fome é de todos
E suas formas são várias!...
A sociedade,
Quando muito,
É civilizada e fabrica o pão.
Se conscientizada, evangelizada,
Reparte-o!...
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 07/10/2007
Código do texto: T683871
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (35330 leituras)
6 áudios (365 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 08:55)
Euna Britto de Oliveira