Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MATUTA NORDESTINA

Sou matuta nordestina do sertão do Pajeú,
Sou curtida pela vida neste lindo céu azul...
Trago no peito magoado a ausência de um bem querer,
choro sempre de saudade por não ter mais vois-mecê...
Meu sorriso tão tristonho vendo a seca do sertão,
sempre peço a meu padrinho muita fé e proteção...
A comida é escassa, faço versos prá esquecer,
que minha barriga ronca por não ter o que comer...
Trago no peito a esperança que um dia vai mudar,
o sertão vai virar campo, verdejante, cor do mar,
e a terra será um ninho, onde tudo nascerá...
No coração eu escondo a tristeza do meu penar...
Sou nordestina com orgulho, com este orgulho morrerei,
Não abandono a minha terra tão sofrida de viver...
Se vieres sempre comigo terás Paz e um grande amor,
serei sempre o teu carinho, meu lindo beija-flor...

Carmen Dávila
Enviado por Carmen Dávila em 17/03/2005
Código do texto: T6844
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmen Dávila
Olinda - Pernambuco - Brasil, 66 anos
129 textos (16330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 14:25)
Carmen Dávila