Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CAIXA DE ASSOMBROS

Tenho muitas carências de certos reparos;
uma vida em que o tempo ditou seus defeitos
e por eles é lenta, pesada e rasteira;
sou molusco arrastando casulo de mágoas...
Trago falhas profundas no engenho afetivo,;
tantas coisas são ditas; não feitas, vividas,
muitas outras mal feitas, deixadas no meio;
fontes fartas de pranto aqui dentro e lá fora...
Minha idade carece de muitos perdões
para ter mais leveza, fluência, sentido,
ser mais clara, mais ampla, senhora do tempo...
A minh´alma carrega remorsos infindos,
consciência que toma o meu corpo cansado
deste casco, esta casca, esta caixa de assombros...
Demétrio Sena
Enviado por Demétrio Sena em 07/10/2007
Código do texto: T684608
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Demétrio Sena
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
3109 textos (62586 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:50)
Demétrio Sena