Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOIS RIOS





Dois rios se formaram em minha face,
deixando um rastro triste de amargor,
salgando o meu sorriso de disfarce,
tirando, dos meus lábios, teu sabor.

Dois rios caudalosos num impasse,
correndo violentos num langor,
cascata de tristeza - o desenlace,
na queda irreversível desse amor.

As margens desses rios não têm fim,
como esse sentimento que eu dedico,
a um homem que não soube cultivá-lo.

Eu temo essa represa que há em mim,
que rompa com a barragem que edifico,
tentando loucamente segurá-lo.


**********
Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 07/11/2005
Código do texto: T68510

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1158 textos (248797 leituras)
21 áudios (13707 audições)
3 e-livros (1280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:09)
Lílian Maial

Site do Escritor