Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O tempo
Águida Hettwer
 
Por falar em tempo e horas marcadas,
A vida direcionada,
Por tantas andanças,
Gostoso lembrar a fase de criança,
 
Sonhos retidos na memória,
Tantas histórias,
O lápis desenha sentimentos,
O papel é um recôndito de anseios secretos.
 
Vagando nesse universo,
Deparo-me com cenas banais do cotidiano,
Quantas frases eu deixei calar, adormecida em silêncio,
Em lágrimas embevecidas, mergulhei meu pranto.
 
Em cálidas madrugadas desabrochei minh alma poeta,
Experimentei os dissabores do mundo,
Sofri na pele, dores de amores que partiram sem deixarem rastros,
Apenas acenando ao longe...
 
Bebi do vinho da sedução,
Selei lábios em ardente paixão,
Fiz pulsar forte e descompassado o coração,
Tomei posse, em rédeas curtas nesse território.
 
 
Carrego na bagagem a coerências aos moços,
 Sabedoria aos velhos cabelos grisalhos,
 Sepultei mágoas antigas,
 
 Aproximei pais e filhos,
Que viviam distantes,
Sim, sou o tempo!
Missionário do universo.
 
Em mim, o âmago ferido encontra abrigo,
Refugio das emoções profundas,
Oriundas de alma a penar.
 
Sou sorrateiro e efêmero,
Abro as janelas da alma,
Confronto sonhos e esperança,
 
Deixo um ponto de interrogação,
Nas estações da vida
Sou o tempo curandeiro de tudo.
 
08.10.2007
 
 
 
 
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 08/10/2007
Reeditado em 08/10/2007
Código do texto: T685488

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Águida Hettwer
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 43 anos
1286 textos (122276 leituras)
15 áudios (2152 audições)
6 e-livros (2431 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 18:45)
Águida Hettwer

Site do Escritor