Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem Titulo I

Assim, tristes sendo meus dias,
Saio em fuga
Observo as paredes e encontro o lugar

Ali,
Diante dos meus olhos,
Onde as águas se levantam rubras
E medonhas são as ondas negras
Ondas do rio em seresta – inspiração poética –

É ali, pra onde posso fugir,
Nas noites tempestuosas
É ali,
Que se encontra o silencio das asas dos anjos.

Ophis Serpens
Enviado por Ophis Serpens em 08/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T685617

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ophis Serpens
Bento de Abreu - São Paulo - Brasil
5 textos (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 20:36)
Ophis Serpens