Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 PALHAÇO DE MIM...
Ana Maria Brasiliense
 
Resolvi, farei a outros sorrir,
já que não consigo sorrir pra mim...
Cansei de tanto gritar , falar, berrar,
mostrar que palhaço não sou.
O sorriso  fugiu de mim.
A felicidade partiu.
A esperança de tanto esperar sumiu .
Palhaço pensam que sou,
quando o pão de minha mesa
governante corrupto tirou.
Palhaço pensam que sou. quando dizem
que meu direito de cidadão terminou.
Que para assassino, bandido, ladrão,
o direito ser o que são chegou...
Riram de mim quando na presidência,
um analfabeto chegou...
Pior ainda ...
riram mais ,quando 
o segundo mandato ele ganhou.
Vejam só  o que fizeram com meu país.
Na presidência um ladrão.
No senado só corrupção.
Cansei minha roupa de palhaço vestirei.
As lágrimas escorrendo, pensarão
que faz parte da fantasia ...
e que no coração só existe alegria...
Que eu faça sorriso , gargalhadas
e felicidade explodir nos outros.
Seja eu então feliz para tantos
 já que não sou para mim.
Falaram que sou palhaço...
Seja eu então para os outros,
 um feliz palhaço.
Porém... 
Jamais serei palhaço de mim
 
Ana Maria Brasiliense
(vestida de palhaça mais que palhaça não é)
Stos 04/10/07
 





Ana Maria Brasiliense
Enviado por Ana Maria Brasiliense em 09/10/2007
Código do texto: T687391
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Maria Brasiliense
Santos - São Paulo - Brasil
970 textos (41694 leituras)
16 áudios (1061 audições)
5 e-livros (289 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 06:59)
Ana Maria Brasiliense