Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavras da Noite

Em bela noite, noite escura
Vagava sozinho, desatento
Tentando enganar meu tormento
Que já não cedia a tal altura.

Nas noites, onde o silêncio fala
Muito mais do que qualquer matraca
Sons noturnos, som que mata
Eu vagava com o tormento que abala.

E esta noite me falava, portanto
Que não se deve entregar-se à paixão
Que por mais belo que seja o encanto
Há por trás muito mais maldição.

Que dali eu seguisse meu caminho
Pois já não há muito o que se faça
Se hei de sofrer, que sofra sozinho;
Que por amor, que é minha desgraça.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 17/03/2005
Código do texto: T6874

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30822 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:11)
Júnior Leal