Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meus piores pesadelos

  Me despem dos meus verdadeiros sentimentos
  Como roupas rotas não encobrem meu tormento
  Me fazem muitas vezes parecer algo de vil
  Escondem a verdade, figem e ficam como quem não viu

  Esperam o momento certo de atraiçoar
  Escondidos na sombra certos de saberem amar
  Porém, sua adaga é veloz e se faz cortante
  O alvo é certeiro, mesmo em movimento, mesmo que distante
 
  Cercam por vários lados, que temor
  Tentam a todo instante causar dor
  Os que vêm de peito aberto, já nem ligo
  Estremeço com aqueles que se fingem amigos

  Mas o que espero da vida é manter o olho aberto
  Não só no sentido de estar vivo, mas, de ver o que há por perto
  Pois, o mal se esconde fácil, e é difícil perceber
  Mas tenha fé em si e em deus, para que não venha perecer.
   
 
jocimar linhares
Enviado por jocimar linhares em 09/10/2007
Reeditado em 29/01/2008
Código do texto: T687709
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor eo link para o site ' www.recantodasletras.com.br/autores/linhares). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jocimar linhares
São Luís - Maranhão - Brasil
129 textos (11403 leituras)
1 áudios (222 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 18:02)
jocimar linhares