Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Deserto de mim.


Hoje eu corri...Fugi...

De que? Eu sei?

Quero segredo de outono

Leve, solto, porém, seguro.

Hoje eu corri de mim...

Escondi-me no medo de sorrir.

De dor, confundi tudo...

Solucei...Fui deter esse medo.

O tempo voou. Perdi esse tempo.

Hoje chorei, roguei, implorei...

Implodi no deserto de mim.

E o soluço me cortou.

Veia estufou! Meu Deus

Estou sofrendo...

Hoje...Revi, li o olho triste.

Comovi-me com o que li

Com o que deixei de ver

Hoje eu corri de mim...

Do orgulho torto, do enrosco.

E, escondi meu rosto.

No sufoco desse desgosto.

Confesso. Louco é o homem

Que dorme sobre si mesmo.

Porém, sigo mesmo em dor.

Espero pelo neto

Que vem dentro do cesto

Com olhos de futuro.

MVA
Enviado por MVA em 10/10/2007
Reeditado em 10/10/2007
Código do texto: T688073
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o meu nome e meu site: www.marlenevieiraaragao.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MVA
São Paulo - São Paulo - Brasil
1950 textos (194379 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:54)

Site do Escritor