Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

            O ÊXODO DE ZÉ JOÃO

QUANDO SAIR LÁ DO SERTÃO
"TUMEI" DOIS "TRAGU" DE CACHAÇA
NA QUITANDA DE ZÉ JOÃO,
EU CARREGAVA MINHAS MALAS,
TANTO QUE CALOS DEU-ME NA MÃO.

QUANDO EU SAIR LÁ DE CASA,
LÁ DAS BRENHAS DO SERTÃO,
TINHA COMIGO NO PEITO!
VAI SE DAR
NÃO SE DAR NÃO?
OU SERÁ O BENEDITO?

"VISSE" DEUS QUE ASSOMBRAÇÃO?

O ACAUÃ CANTAVA TRISTE,
MAIS TRISTE É O MEU CORAÇÃO!

QUANDO EU SAI LÁ DE CASA,
O MEU PAI ME DISSE NÃO!
EU PEITO ABERTO À VIAGEM
CHEIO DE ARROGAÇÃO,
EU QUERIA TUDO JUSTO,
CHEIO DE ADMIRAÇÃO!!
É DE FORA,
E É DE DENTRO,
TUDO O QUE É DO CORAÇÃO.
EU QUERIA MAIS ME ILUDO,
FEITO SIM DEIXO POR NÃO,
QUANTAS AS PRAGAS DA VERDADE?????


SERRAOMANOEL - RECIFE/PE - CAETÉ - 07.01.1982.
serraomanoel
Enviado por serraomanoel em 11/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T689693

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
serraomanoel
São Luís - Maranhão - Brasil, 57 anos
1502 textos (158950 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 02:31)
serraomanoel