Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adeus Ano Velho,

O tempo corre no espelho
meu corpo é substantivo,
real e subjetivo,
sofisticado e simplório,
entre a fé e o ilusório
coberto de adjetivos
em mim, adeus ano velho.

Como se o ano que passa,
fosse divina sentença
executada na praça,
frase do destino tensa,
escrita na luz de um céu gráfico
repleto de sóis, astros mágicos
estrela querendo ficar
cometa querendo passar.

Passar a olímpica tocha
o musgo novo na rocha
cobrir de cristais as águas
lavar com água dos olhos
todo pesar , toda mágoa
emergir d'um mar de abrolhos .

Nasce uma luz de verão,
perfilando em muitas luzes,
o centro da canção.
Livrai-nos Senhor das cruzes,
seremos de ser, alegria,
queimaremos nostalgias
faremos um samba enredo
sem a memória do medo,
com os tons de pele do povo,
desfilando ... Feliz Ano Novo!
Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 09/11/2005
Código do texto: T69068
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (11440 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:33)
Elane Tomich

Site do Escritor