Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aluguel

Aluguei
um pedaço do tempo
e parei,
pra habitar minha vida.
Pago,
ao meu corpo abrigo
e ligo
pequenos eventos
a amenos
pensamentos,
que a mim,
sugerem sinais
de acolhedor aposento.
Assim
giram coisas banais,
iguais,
no carrossel da mente.
Sete
meus melhores amigos,
e o gosto
que se repete
de estar
a sós comigo.
Da rua,
fortes rumores.
Da nua
louca, os clamores.
Alerta
o pregão dos jornais
que o amor
é o marco zero.
A mais,
tenho nas mãos
um tremor
leve e sincero,
ecoando
em diapasão,
com os sons
do minha ilusão.
Nego
alguma verdade,
chego,
ao assunto do lado
não,
por verdade convicta,
quando,
de leve constato
que,
este corpo alugado
é o meu chão,
meu legado,
meu mato,
minha capoeira,
meu traçado
em linha reta,
estrada,
sem eira ou beira.
Então,
faço a constatação,
rude e assaz concreta
de que possuo a fração
do milésimo da fração
de meus feitos
de mau jeito
e,que estou
dentro do peito
onde, em claridade,
sou
minha propriedade






Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 09/11/2005
Código do texto: T69069
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (11442 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:11)
Elane Tomich

Site do Escritor