Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




Meu dia vai divagado

Entre o anil e o cinzento

Numa indolência rara.

Talvez a parte de anjo

Tenha ficado comigo

Pois escuto, se me afasto,

Leves penas no encalço...



Vou numa branca viagem,

Desprendimento, miragem

Serenidade infinita...

Invulgar tê-la na terra

Quando a ideia desperta

Se debate, vê e grita.



Hoje, meio adormecida,

Meio anjo meio humana,

Brandamente o ser divaga

Numa estranha nostalgia

Como uma semente alada

Cujo germe se concentra



Entregue à volúvel brisa .


Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 20/12/2004
Reeditado em 17/12/2006
Código do texto: T691
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Petronilho
Almada - Setúbal - Portugal, 64 anos
1238 textos (130183 leituras)
60 áudios (14337 audições)
9 e-livros (5064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/16 16:03)
Maria Petronilho

Site do Escritor