Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lição de Amor

De manhã cedo, abri a janela
e o vento soprou suave em meus cabelos.
As folhas ainda caíam das árvores,
quanto te vi, pela primeira vez...

Logo, te abriguei em meu coração,
e de braços abertos te acolhi, te aninhei,
te fiz sentir que eras somente meu,
tanto quanto eu era tua.

As folhas já não caíam mais,
quando então eu percebi
que meu tu não eras,
nunca fostes, jamais.

Teu espírito livre não te permitiu
pousar em um só lugar,
para ali se firmar.
Tinhas que voar.

Então voastes para longe,
para longe de mim.
Estás distante, mas de ti não me esqueci.
O choro acabou e o lamento cessou.

Os dias se passaram e ficou só uma certeza:
A lição que contigo aprendi, ao menos,
foi boa para mim.
Aprendi algo importante, aprendi a me amar, enfim.
Cláudia Banegas
Enviado por Cláudia Banegas em 13/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T692427

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cláudia Banegas). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Banegas
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 51 anos
248 textos (16214 leituras)
7 e-livros (635 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 21:04)
Cláudia Banegas