Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RELATÓRIO DE CONFISSÃO

seu amor foi o cordão encantado de estrelas
a saudade é o corpo que viveu para sorve-las
mirante em frente ao mar na névoa, ar e poeira
língua de palavras frágeis, sumida alma inteira
ausência! caderno escrito nas cartas de navio
juras castas entre lágrimas na canção de estio
onde há dor eu moro sozinha, tatuada e impura
sou a corrente no portão, ferrugem, crosta escura
me mantenho amando o infinito que não é no céu
calendário que estanca na rua sem saída do papel
rosno ao pensar na dor ao menos enquanto tento
a forma marginal de roubar dos poetas o lamento.
betina moraes
Enviado por betina moraes em 13/10/2007
Código do texto: T692682

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
betina moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
391 textos (3640 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 09:35)
betina moraes