Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

lealdade


que faço com essa brutal fidelidade
arranhando minha tez
cochichando maus conselhos?
onde guardo essa urgência
de esculpir palavras tolas e tolos gestos?
não passam da garganta
mal balbuciados, meus atropelos
que conheces tão bem.
vôo cega e sem direção
na contramão de mim
arrombando todos os selos
que faço desses sonhos manifestos,
pedintes que se ambientam
na cama, na mesa, no chuveiro
amoldando meus risos
esfregando as mãos
com um aceno delicado de censura
quando me dou aos fartos rubores?

não teria os mesmos suores
nem a mesma naturalidade
se me encarasse nos olhos
como me fazes nesse sonho misto
de magia e realidade.

me calo e observo sem palavras,
deixo meus ais pingarem
lentos e lacônicos
não sei mais onde estou
nesse devaneio...

Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 09/11/2005
Código do texto: T69278

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55629 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:17)
Angélica Teresa Almstadter