Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
       CANÇÃO DE EMBALAR

                                                          ( Para uma criança morta )


                        Menina que, a vida
                        mal entrou em ti,
                        sorriste e partiste,
                        deixaste-me aqui.

                        É noite bem noite,
                        noite sem luar,
                        noite arrepiada
                        de tanto durar.

                        Mergulhaste os olhos
                        num sono sem fundo
                        como se a tristeza
                        sufocasse o mundo.

                        Sossegou o vento,
                        desligou-se a lua,
                        quedou-se o tormento
                        das vozes na rua.

                        Caíram-me os braços
                        só de te embalar.
                        Embala-te o vento
                        nas ondas do mar.
   
                        Navegas no sonho
                        que partiu à solta
                        e eu fico a aguardá-lo
                        contigo de volta.
 
                        Meus olhos saltaram,
                        deixaram de olhar,
                        meus braços partiram
                        para te abraçar.

                        Procuro, procuro
                        na terra e no mar.
                        Só vejo uma ninfa
                        contigo a bailar.

                        No fundo do mar.
CARLOS DOMINGOS
Enviado por CARLOS DOMINGOS em 13/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T692932
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS DOMINGOS
Portugal
80 textos (21694 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 22:56)
CARLOS DOMINGOS