Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO EU MORRER (Dedicado a Álvares de Azevedo)




quando eu morrer
não façam caras e beiços
não se descabelem
nem sacolejem o caixão
para eu não escapar ridícula e dura
me deixem ir em paz
serei pó
planta
flor
seja o que for




                                               8 de novembro de 2003
TÂNIAMENESES
Enviado por TÂNIAMENESES em 14/10/2007
Código do texto: T693738
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TÂNIAMENESES
Aracaju - Sergipe - Brasil, 69 anos
1684 textos (176323 leituras)
1 áudios (102 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 03:36)
TÂNIAMENESES