Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HAVIA



uma mesinha de centro
carregada de bibelôs
armários trancados
embriagados de naftalina
colchas contadeiras de histórias do Paraíso
cadeiras acolchoadas em alto-relevo
uma mesa octogonal
a toalha de talagarça
arrodeada de buquês de rosas vermelhas
um cacique apontava no arco a flecha
no buffet um cowboy tentava laçar
o corcel negro e empinado no étager
santos de madeira enclausurados no oratório
sofás de palhinha
um arco na parede e dois pilares com jarros
e palmeiras em leque
a mesa farta e fumegante
e os sons de uma felicidade ameaçada
inocência e perigo
três janelas em cedro
olhavam para as plantas no pátio
as begônias
os crótons coloridos
o gato no muro espiava o peixe na pia
os urubus esperavam os restos mortais
um fogão à lenha
as pesadas portas abertas ventilavam o pensamento
recebiam visitas e notícias
as portas não avisaram sobre o vendaval iminente


                                          12 de maio de 2004
TÂNIAMENESES
Enviado por TÂNIAMENESES em 15/10/2007
Código do texto: T695185
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TÂNIAMENESES
Aracaju - Sergipe - Brasil, 69 anos
1682 textos (175297 leituras)
1 áudios (102 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 15:52)
TÂNIAMENESES