Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vejo palavras que dormem
Nas mãos do poeta
Com medo de acordar!?
São como barcos
Em plena tempestade
Dúvida...Medo... de naufragar!?
Em alto mar!
Vejo palavras que dormem
Entre rios e montanhas,
Entre seixos e orvalho...
Esperando que o vento,
As possa tocar!
Vejo palavras que sonham
sinfonicamente poetar
Que hábil maestria as possa 
Dores sangrar.
Vejo palavras que sonham
Como gemas preciosas
O seu despertar.
Desperte-as!
Não as faça, 
Torpedos mortíferos
Ou armas de dor.
Coloque tua marca!
Harpa de louvor.
Para que o vento, 
As faça vibrar...
Como uma bela
Canção de amor!
lisbella
Enviado por lisbella em 10/11/2005
Código do texto: T69547
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisbella
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 50 anos
345 textos (16838 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:23)
lisbella