Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Muda

LVII

Vive, corre, grita  e cança
sai do comboio que não avança,
engole o choro para ninguém ver
não plantes a esperança que não pode crescer.
Planeia a vida em comum folha
e encarna um hiroi á tua escolha,
salva a vida a quem quiseres
salva a tua se poderes.
Poêm a tua consciência em revisão
faz o que te der mais satisfação,
uiva á noite como lobisomem
cospe o azedo que os outros comem,
veste o orgulho que é munição
para batalhar o adversso irmão.
Corta á faca o desespero
desaparece com o corpo no seu enterro,
questiona a certeza da vida
embrulhada numa justiça finjida,
planeia a revolta que tens sentido
revela o teu instinto carnivero.
Muda de casa, muda de ar
muda tudo, muda só por mudar
já não tens mais vidas a perder
cresce e aprende a viver,
se não tens pedalada para a corrida
ganha coragem na bebida,
perdendo o medo em cada passo que dás
perdido por perder já tu o estás.
Foste á nascença condenado
e tens consciência que isso é errado
por isso salva a tua vida amigo
sê arrogante e destemido,
vive, corre, grita e muda
para a vida mais absurda
mas amigo, muda!

miguel lopes
miguel lopes
Enviado por miguel lopes em 10/11/2005
Reeditado em 29/12/2006
Código do texto: T69612
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
miguel lopes
Portugal, 33 anos
47 textos (1081 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:23)
miguel lopes