Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                ABECEDÁRIO DO AMOR

No delírio do amor...
Eu me perco nas vogais!
Pois na hora do ardor...
Entrego todos os meus ais!...
               (Maysa)

                      Na hora do nosso amor,
                      Uso demais as vogais;
                      Para aumentar seu ardor,
                      Capricho nos uis e ais!
                            (Angela Conde)

Quero amar intensamente...
À meia-luz de preferência!
No orvalho indecente...
Sai o mel por excelência!...
              (Ledalge)


                Quando me entrego ao amor,
                Sou intensa e verdadeira.
                Não sei fingir um ardor,
                Que não sinto, sou inteira!
                        (Mardilê Fabre)

Nesse gostoso abecedário...
Todas as letras são escolhidas!
Gosto de variar no vocabulário...
Mais o "ypsilone" é a minha preferida!...
                  (Malu Novo)

                        No abecedário do amor...
                        Costumo ir do a ao z!
                        Basta te olhar com ardor...
                        E você as lições lê!...
                       (Marlene Vieira Aragão)

No A B C do AMOR...
Não há o que se poupar!
Sonhos, lágrimas e dor...
Não há como se calar!...
           (Vanuza)

                          Neste A B C D do amor!
                          Sei bem a lição...
                          Pois meu amor!
                          Por você é intenso...
                          Cabe todas as letras!...
                         (Eudalia alves martins)

No abecedário do amor...
Serei eterna aprendiz!
Hei de aprender a superar a dor...
E descobrir a fórmula de ser feliz!
                  (Santher)

                      No uso das letras...
Prefiro o que me vem de frente ou de costas!
                      ROMA ou AMOR...
           Para mim não tem respostas!...
                       (Karine Coelho)

                    No amor a dor é constante...
                    A dor do prazer!
                    A carícia no corpo...
                    A delicia dos beijos!...
                     (Lucas Diamond)


        A Ciranda está aberta para todos.
Maysa Barbedo
Enviado por Maysa Barbedo em 16/10/2007
Reeditado em 03/04/2009
Código do texto: T696619

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maysa Barbedo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
2967 textos (327673 leituras)
7 áudios (1543 audições)
104 e-livros (20175 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 14:10)
Maysa Barbedo